Teste programador

6 dicas de como fazer um teste para um programador

Para realizar um teste para um programador é necessário ter conhecimento na área, pois é uma função que exige muito do profissional. Uma vez que, o programador realiza uma programação ele automatiza todo o processo, ou seja, ele otimiza o lead time do profissional na empresa.

Normalmente, o programador é encarregado de melhorar o processo interno e externo da empresa através das diversas linguagens de programações.

O programador pode-se enquadrar também em diversas funções, como Front-end, Back-end, Mobile Developer, DevOps e até Fullstack.

Saiba mais sobre cada função de um programador

Para realizar um teste para um programador o indivíduo deve-se enquadrar em uma das funções que foram citadas anteriormente, pois o teste a ser realizado deverá englobar todas as linguagens de programação.

Como os processos das empresas ou industrias serem ligadas totalmente a programação, é muito importante que as mesmas saibam exatamente como fazer um teste para um programador e como encaixá-lo em seu time.

Com isso, para realizar um teste de programação para um programador corretamente, a empresa deve seguir as dicas, como:

  • Realizar testes que sejam envolvidos o raciocínio lógico do programador, de uma forma em que ele resolva todos os problemas utilizando código para transcrever um raciocínio lógico, pois não é simples um programador alcançar o sucesso na programação se não tiver esta forma de pensamento.
  • É importante que no teste você avalie se o programador é autodidata, ainda que alguns tenham aprendido em cursos e formações, a facilidade em aprender de forma autodidata é um grande fator dentro de uma empresa.
  • Realize testes com problemas e avalie se o programador sabe ou gosta mesmo de resolver determinados problemas ou até mesmo descobrir novos problemas.
  • No teste, é muito importante que você analise o conhecimento do programador sobre inglês. Embora não seja eliminatório em muitos casos, o inglês é uma grande diferenciação no momento de interpretação dos códigos, além de acessar fórums, livros, artigos e eventos internacionais.
  • Faça uma avaliação para ver se o programador está disposto a aprender e escutar novas ideias, palpites e até mesmo broncas, com isso, avalia-se a possibilidade do profissional ser “coachable”, ou seja, aceitar feedback e evoluir.
  • Por fim, no teste analise se o programador possui uma mente aberta, ou seja, que sempre busque inovar e conhecer novas ideias.

Portanto, as dicas de como fazer um teste para um programador pode ajudar muito o gestor no momento da avaliação do teste, tornando-se mais dinâmico. Uma dica bastante interessante para testes de programação se encontra no site https://skilllo.com, o qual possui diversos testes técnicos que podem ser muito úteis para os programadores.

Deixe uma resposta