O que é CX e por que é importante?

Candidate Experience, ou CX, é a experiência do candidato ao interagir com sua marca ou empresa. 

O aquecimento da demanda por colaboradores qualificados transformou a experiência que os candidatos têm com sua marca ou empresa. O que funcionava de forma passiva, com o candidato tendo o trabalho de buscar vagas em grandes portais, tem boas chances de não funcionar para os candidatos bastante qualificados que você busca.

 O CX ainda não é um papel e sim um mindset que toda a sua empresa precisa ter, até mesmo desenvolvedores, designers, marketing e comercial precisa entender um pouco disso. Isso porque o CX trabalha com todas as análises de conversão e contratação, mas também com todo o lado emocional da experiência.

 

Para obter esse mindset, você faz perguntas como:
Quem é seu candidato modelo? O que ele quer? Ele conseguiu? Como foi sua jornada até aqui? A experiência foi prazerosa? Ele recomendaria sua empresa ou uma futura vaga a um amigo ou amiga?

Até pouco tempo atrás, todo mundo acreditava que um bom salário era o suficiente para contratar os melhores funcionários. Hoje, sabemos que existem muitas variáveis responsáveis pela escolha, como proximidade com a casa, possibilidade de ser remoto, flexibilidade de horário, bônus semestral, macbook pessoal, investimento em viagens, eventos e cursos, espaços de lazer e descanso no trabalho, além de um ambiente divertido e acolhedor.

O INTUITO DO CX É TORNAR A EXPERIÊNCIA DO CANDIDATO COM A MARCA OU EMPRESA, ALGO REALMENTE INESQUECÍVEL

O grande problema é que a maioria dos processos e tarefas do dia-a-dia de um recrutador está focado apenas no recrutador. Levante a mão se você já publicou aquelas vagas com o texto “Os requisitos da vaga são” e coloca 239234234 de requisitos, até mesmo saber fazer yakissoba de camarão?! Outras coisas que são focadas apenas no recrutador(a):

  • Página de aplicação fria
  • Sistema de feedback de rejeição extremamente vazio quando existente
  • Entrar em contato com a pessoa de forma ativa e mandá-la para um sistema frio e sem graça
  • Antes de criar uma cultura do desejo, você já manda a pessoa fazer um teste técnico
  • Negociar salário (um dia ainda crio um post só sobre isso)
  • Negar a pessoa por não possuir 1 item técnico que o time de tecnologia lhe passou, deixando de verificar se esse item é tão importante assim, se não pode ser aprendido em pouco tempo, ou até mesmo se a pessoa não pode ser encaixada em outro setor

Fazendo uma rápida comparação a UX (user experience) de lojas virtuais. Um dos maiores erros é você tentar vender antes do tempo, sem antes convencer o usuário através da jornada de compra. O mesmo acontece com o candidato, a partir do momento que você engessa seu fluxo para te beneficiar, e não qualifica nem trabalha o seu candidato, você está abrindo mão de ter alguém próximo que pode se tornar seu talento agora ou em um futuro próximo.

Uma vez, em uma empresa que era diretor, conversamos com alguns candidatos para uma vaga pleno3/senior1 em back-end, e recebemos um e-mail de um dos candidatos que ficamos apaixonados. Gostamos tanto do perfil que criamos uma vaga para ele (que era mais junior) crescer junto com a gente. Crie sempre uma wishlist de talentos, mesmo que não seja por vaga.

A tecnologia pode te ajudar bastante em seu CX

Já parou para pensar quantos anúncios de vagas você fez em seu último ano? Vamos supor que você seja uma startup pequena e o número tenha sido o menor possível: 3 vagas. Dessas 3, se você conseguiu ter 10 pessoas aplicando em cada, e contratou 1 em cada uma delas, o que você fez com as outras 27? espero que você tenha guardado todas suas informações, mantendo um relacionamento com aquelas que tinham fit com a empresa, mas por algum destaque ou momento não tenha sido contratada.

Só ao cultivar o relacionamento e a boa experiência de candidatos, você já estaria economizando na hora de abrir novas vagas, assim como horas de trabalho de seus recrutadores. Muitas empresas e clientes nossas utilizam banco de talentos internos, guardando todos os “Leads” de candidatos, só que esses ficam desatualizados e viram um grande almoxarifado de talentos. No Bunee.io nós criamos uma API que pode ser conectada com seu banco de talentos, atualizando as informações desses contatos, mantendo você atualizado e até mesmo podendo gerar alertas sobre algum candidato que esteja dentro do que você está buscando.

A tecnologia pode te dar velocidade, automação e inteligência para que você possa focar mais do seu tempo e energia em fazer o “employer branding” da sua empresa crescer bastante e viralizar no seu meio, reduzindo bastante seu CAC de contratação e ajudando na negociação para trazer os melhores talentos.

Você também pode querer ler um pouco sobre:

Quer bater um papo sobre o assunto? fale comigo no deluna@bunee.io

Boa caçada!

Deixe uma resposta